Unidade: Rio de Janeiro Tipo do Curso: Bacharelado Duração: 4 Anos

Coordenação do Curso:

Professor Leclerc Victer

Sobre o Curso

No curso Superior de Sistemas de Informação da Faculdade LusófonaRJ,você tem aulas com gente que desenvolve e empreende em sistemas de informação, e que além disso tem excelente formação acadêmica. A graduação prepara para certificações válidas internacionalmente em empresas como a Microsoft e a Oracle. E a metodologia inovadora une o desenvolvimento de competências com a sua aplicação em projetos que simulam a realidade de mercado. Você se torna um profissional capaz de projetar e selecionar as melhores soluções de sistemas de acordo com as necessidades das empresas, atuando na interseção das áreas de negócios e de tecnologia das organizações. Venha para a Lusófona e torne-se um agente da transformação digital nas organizações, aprendendo metodologias de gerenciamento por processos e de projetos, bem como ferramentas digitais para realmente transformar a prática. A Faculdade Lusófona forma líderes para o futuro dos negócios e para os negócios do futuro!

 Informações Básicas do Curso

  • DIPLOMA CONFERIDO: Bacharel em Sistemas de Informação
  • PORTARIA MEC: N° 829, publicada no DOU em 16/12/2016
  • HORÁRIOS: Matutino e Noturno
  • DURAÇÃO: 3000 horas (8 semestres(4 anos))
  • COORDENAÇÃO:  Professor Leclerc Victer (leclerc.victer@faculdadelusofonarj.com.br)

Missão do Curso

O curso Superior de Sistemas de Informação da Faculdade LusófonaRJforma profissionais
capazes de atuar na transformação digital das empresas, projetando, desenvolvendo e
implementando as melhores soluções. Aqui você aprende a desenvolver front-end, trabalhar e analisar dados e implementar soluções de BI. Realiza projetos utilizando soluções lowcode/no code, ideais para a otimização de processos e customização de sistemas. Trabalha também CRM, tecnologias da Microsoft, HTML, CSS, JavaScript, Phyton, entre outras. E a formação fica completa com aprendizados em gestão de projetos, serviços em TI e automação de processos..

Transformação por meio da Inovação

Nossa abordagem incorpora três dimensões:

  1. A dimensão ambiental – Abrange temas como gestão de resíduos, água, energia e materiais, biodiversidade eu uso dos recursos naturais, poluição e mudanças climáticas.
  2. A dimensão social – Inclui questões trabalhistas, incluindo segurança e diversidade no
    trabalho, relacionamento com as comunidades,sociedade, clientes e fornecedores (stakeholders) e referentes à responsabilidade do produto.
  3. A dimensão de governança corporativa – Abrange itens relacionados à governança corporativa e comportamento, como qualidade, diversidade, eficácia, ética e combate à corrupção.

Razões para cursar Sistemas de Informação na Lusófona RJ

Qualificação – formação de gestão eficiente que mantem as organizações atualizadas Conhecimento – acesso e produção de estudose soluções construídas por alunos e professores

Articulação – Diálogo direto com organizações, prefeituras, profissionais, produtores, etc. Networking – Participaçãoem eventos, workshops, cursos de extensão e parcerias Inovação – Pesquisa para geração de negócios e soluções de impacto social e ambiental Internacionalização – a sinergia lusófona em ação no ambiente global de inovação.

Objetivos

O Curso Superior de Sistemas de Informação da Lusófona RJ tem como objetivos:

  1. Fomentar a criação de estratégias de empreendedorismo inovador, por meio de articulação
    política e institucional, através de uma participação direta na sociedade.
  2. Oferecersuporte a ecossistemas e mecanismos de inovação associados, acesso a
    conhecimentos relevantes, cooperação, projetos integrados, reconhecimentos de boas práticas, participação em fóruns qualificados e missões técnicas.
  3. Aperfeiçoar a gestão de ecossistemas e mecanismos de inovação associados, por meio de
    cursos de extensão, seminários, oficinas, missões técnicas e workshops.
  4. Articular a interação entre o Ensino Lusófona (alunos, professores e pesquisadores) e os
    atores do empreendedorismo –oportunidades, produção acadêmica e criação de soluções.
  5. Mobilizar as redes para a elaboração e implementação das estratégias e soluções.
  6. Promover ações para igualdade das diferenças – empoderamento, desenvolvimento e inclusão.